Centros de Endemismos de Espécies Arbóreas do Bioma da Mata Atlântica: Cenários Atual e Futuro com Base em Modelagem de Distribuição de Espécies

WERNECK, Márcio de Souza

Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH) da Universidade Federal do ABC (UFABC). Rua Santa Adélia, 166. Bairro Bangu. Santo André - SP – Brasil

marcio.werneck@ufabc.edu.br

Um dos problemas atuais em conservação está relacionado com o impacto das recentes mudanças climáticas globais na distribuição dos biomas atuais. Essas mudanças podem afetar não só o limite de biomas, mas também podem ter conseqüências importantes na distribuição das espécies dentro destes, com efeitos ainda pouco conhecidos sobre a biodiversidade. A Mata Atlântica é considerada um dos biomas globais mais importantes em termos de biodiversidade, sendo um alvo para esforços urgentes de conservação. No presente trabalho, estão sendo estudados os padrões de distribuição real e potencial das espécies arbóreas endêmicas de espécies arbóreas do Bioma da Mata Atlântica, definido conforme a Lei n° 11.428/2006. Por meio da listagem das espécies endêmicas está sendo elaborado um banco de dados georreferenciados através da compilação das informações contidas em bibliografia, coleções dos principais herbários do país e utilização do banco de dados TreeAtlan. Posteriormente será feita uma conferência com taxonomistas para avaliação dos dados compilados visando dar confiabilidade ao banco de dados. Serão gerados mapas de distribuição real e potencial de cada espécie considerando variáveis climáticas, conforme recomendação geral da literatura, e o algoritmo MaxEnt (Maximum Entropy). Dessa forma, será possível averiguar os atuais padrões de distribuição das espécies arbóreas endêmicas, quais serão as alterações nos padrões de distribuição frente às mudanças climáticas atuais e a eficácia das atuais unidades de conservação para proteção dessas espécies.

Palavras chave: Endemismos, arbóreas, Mata Atlântica, modelagem de distribuição de espécies, mudanças climáticas globais.