Filogenias, fim ou começo? Um trabalho com Cycloramphus e Zachaenus (Amphibia: Anura: Cycloramphidae)

VERDADE, Vanessa K.*

Centro de Ciências Naturais e Humanas, Universidade Federal do ABC, Rua Santa Adélia, 166, CEP: 09210-170, Santo André, SP, Brasil.

* vverdade@gmail.com

Apoio financeiro: FAPESP

Filogenias são hipóteses de relacionamento entre grupos de organismos e podem ser elaboradas a partir de conjuntos diferentes de dados, isolados ou combinados. São, em geral, apresentadas como o produto final de estudos de sistemática. No entanto, a aplicabilidade das informações presentes nas filogenias transcendem os objetivos básicos da sistemática e da taxonomia. Tanto o processo de levantamento de caracteres que sustentam a hipótese de relacionamento, como a análise das relações e otimização desses caracteres, podem revelar dados aplicáveis à conservação do grupo de estudo. As rãs dos gêneros Cycloramphus e Zachaenus vivem em meio à serrapilheira ou em riachos das áreas florestadas das regiões montanhosas do leste do Brasil. Apresentam especializações reprodutivas incomuns entre os anuros, em que as larvas se desenvolvem em ambiente terrestre úmido. Ainda pouco se conhece sobre a biologia do grupo e muitas espécies encontram-se potencialmente ameaçadas pelas degradações do ambiente provocadas pelo homem. Estudar a biologia e a morfologia dessas espécies visando a elaboração de uma hipótese de relacionamento demonstrou-se uma atividade frutífera com resultados que foram além do objetivo inicial e trouxeram implicações para outras áreas de conhecimento.

Palavras-chave: biologia reprodutiva, Mata Atlântica, conservação.