Microorganismos associados ao corpo humano: quem somos nós?

PAULINO, Luciana C.

Universidade Federal do ABC (UFABC), Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH), Rua Santa Adélia, 166, CEP 09 210-170, Santo André, SP, Brasil.

luciana.paulino@ufabc.edu.br

O corpo humano é um complexo ecossistema colonizado por diversas espécies de bactérias e fungos. A grande maioria das células do nosso corpo não são de fato nossas, e sim de microorganismos. Acredita-se que a proporção seja de aproximadamente 10 células de microrganismos para cada célula humana. Os diferentes orgãos do corpo oferecem condições distintas, possibilitando o crescimento de diversos grupos de microorganismos. Já que grande parte deles não podem ser cultivados, os métodos de análise independentes de cultivo são cruciais para conhecermos os microorganismos presentes do nosso corpo. De fato, estudos utilizando técnicas de Biologia Molecular têm revelado uma grande quantidade de organismos até então desconhecidos no trato gastrointestinal, vagina, trato respiratório e pele, por exemplo. Embora sejam comensais, sob determinadas condições alguns dos microorganismos podem também contribuir para o desenvolvimento de doenças. Assim, entender a composição e as interrelações entre as comunidades de microorganismos do corpo humano pode fornecer informações valiosas para a compreeensão de processos patogênicos e consequentemente para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas.

Palavras-chave: microbiota, diversidade microbiana, métodos independentes de cultivo