Estudo filogenético de membros da superfamília Solute Carrier 25 (SLC25) com atividade desacopladora mitocondrial

KRONENBERGER, Thales1*; BRAZ, Antonio S. K.2; CARVALHO, Cássia3; BORECKY, Jiri.4;

1, 2, 3 e 4 UFABC - Universidade Federal do ABC. Rua Santa Adélia, 166. Bairro Bangu. Santo André - SP – Brasil

*kronenberger7@gmail.com

Apoio financeiro: CNPq

As proteínas carreadoras mitocondriais (Mitochondrial carriers, SLC25) fazem parte de uma superfamília de proteínas de membrana cuja função é o transporte de metabolitos pela membrana interna da mitocôndria, podendo ser encontradas em outras organelas como o peroxissomo, nas quais desempenham uma grande variedade de funções como, por exemplo, o transporte de ATP, aminoácidos e compostos orgânicos carboxilados (oriundos do ciclo de Krebs). O grande volume de dados a respeito desse grupo junto a classificações baseadas em suas funções levou ao agrupamento de membros não relacionados evolutivamente. Especificamente no caso das proteínas desacopladoras do processo de fosforilação oxidativa (as chamadas UCPs, uncoupling proteins), existem dúvidas quanto a homologia das diversas isoformas, como por exemplo, entre animais e plantas ou no caso dos grupos UCP1-3 e UCP4-5 (comumente encontradas em tecidos cerebrais), e ainda casos de evolução convergente, como por exemplo no caso dos fungos. Uma análise filogenética com mais membros da superfamília SLC25 pode fornecer pistas a respeito do posicionamento das UCPs nesse grupo e ainda explicar o surgimento da função termogênica, além corroborar a hipótese de que o desacoplamento está relacionado a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs). Como resultados preliminares o grupo construiu uma grande árvore filogenética da superfamília com sequências representativas de cada grupo membro dos 46, determinados através de árvores menores individuais.

Palavras chave: Evolução molecular, Espécies Reativas de Oxigênio, Filogenética Mitocondrial.